Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
postado por Hellz. em 08 novembro 2017

Lady Night: o talk-show mais legalmente nonsense da TV


Outro dia eu li um texto do Chico Barney para a sua coluna na UOL, intitulada: "Globo precisa banir Tatá Werneck das novelas". À princípio, achei que fosse mais um texto alfinetando artistas, daqueles sem muito argumento que entediam no primeiro parágrafo. Mas a curiosidade de abrir o link e investigar o negócio foi maior e acabei me surpreendendo por ver a minha própria opinião exposta sem o meu consentimento  prévio HAHAHAH (brimks). Mas enfim... eu concordava com o paranauê todo.

Eu, creio que assim como a maioria da galera que visita o BHZ, conheceu a Tatá Werneck numa fase bem menos glamurosa e ryca lá nas épocas da MTV Brasil (eu sei que a emissora ainda existe. Mas precisa nem comentar essa parte, né?). Lógico, ela já demonstrava ser maravilhosa, sagaz, inteligente, rainha do improviso... tudo igualzinha a hoje, porém com menos grana e visibilidade nacional. Uma atriz impecável, lógico, mas com um nicho totalmente diferente do que o brasileiro considera ser o padrão para "atuar". (Afinal, atuar não é fazer papel meia-boca em novela da Globo né, galere? Vamo combinar...).

Mas dai esse tal nicho padrão chegou pra Tatá. Todo brasileiro teve acesso ao furacão Werneck com a personagem Valdirene de Amor à Vida, novela das 9 da Globo em 2013. A vida é feita de oportunidades, né? E lógico que estar numa emissora com tanta estrutura e abrangência de massa é uma oportunidade de ouro pra quem deseja permanecer nas telas. Mas eu, particularmente, sinto que pra ela não funcionava tão bem assim. A Tatá nasceu e se criou dentro do improviso e isso é, definitivamente, o que ela faz de melhor. 

Graças a Deus a Globo detém da Multishow, canal fechado que dá mais liberdade criativa pro artista. E, depois que o Fábio Porchat se mudou pra Record (e virou um chato Q) e o Tudo Pela Audiência se tornou inviável, chegou a hora de dar um programa solo pra Tatá. Antes tarde do que nunca, grazadeus.


E ASSIM VEIO O LADY NIGHT. Nascido em 2017, o programa tenta seguir o formato de talk-shows de fim de noite (já conhecido ao redor do mundo), porém de forma totalmente única ao mesmo tempo. Com ousadia e inconveniência certeira, Tatá consegue arrancar respostas que ninguém nunca tiraria da boca dos famosos em outras situações. Consegue até fazer com que a galera entre na brincadeira junto com ela e pague os micos mais dignos de meme nesse país. (E de meme nois entende HAHAHAH).

Do tipo de atração que não te dá espaço pro tédio, o Lady Night é um ótimo remédio praqueles dias de angústia (digo por experiência própria). Destaque ainda para o quadro Entrevista com o Especialista, que reúne as piadas e perguntas mais sem noção sobre os profissionais de várias áreas (mas que você já deve ter se questionado em algum momento HAHAH)

Ou seja... A Tatá tá se perdendo SIM nas novelas sem graça da Globo, padrão batido há muito tempo e mega engessado. Ela tem luz demais pra se prender a personagens rasos. Porém, 20 e poucos episódios por temporada do Lady Night não tá bom não hein, produção?


A gente quer Tatá com programa fixo e solo PRA SEMPRE!




postado por Hellz. em 31 outubro 2017

Celebrando o Halloween com a Sharon Needles!

Se você não tá entendendo um pouco direito quem é a criatura montada na vassoura na foto ilustrativa deste post, vamos lá:

Nome próprio

1 - Nome de palco de Aaron Coady; 
2 - Drag queen americana vencedora da quarta temporada do reality show RuPaul's Drag Race; 
3 - Aficcionada por Halloween e toda bizarrice que a cultura envolve, diz que a festa deve ser comemorada TODOS OS FUCKING DIAS. (O que eu, particularmente, muito aprovo).

Dito isso, podemos seguir? Beleza...

Pensando em como fazer uma postagem de Halloween que seja o suficientemente criativa (afinal, essa é uma das minhas festas PRE FE RI DAAAAAS!), o nome desta diva freak pulava em letras neon na minha cabeça sobre absolutamente QUALQUER categoria. (E eis um dos motivos que ela é minha winner preferida de RuPaul's Drag Race, falei HAHAHA). Quer inspiração de qualidade pro dia das bruxas? TOMA SHARON NEEDLES PRA VOCÊ, MONAMOUR!



Para se inspirar em MAQUIAGEM
Recentemente, a Cosmopolitan fez uma sequência de clipes com várias drags mostrando seus processos de maquiagem. A Sharon participou e fez uma coisa bem trevosa, como sabe fazer melhor.

Para se inspirar em VIDEOCLIPE
Clipe do primeiro single do segundo cd da Needles, o Taxidermy, Dracula traz muitas referências a respeito de filmes de terror.

Para se inspirar em LOOKS
PURO Halloween, preciso dizer mais que isso?

Para se inspirar em MÚSICA
EVERYDAY IS HALLOWEEN!

Para se inspirar em FILMES
Dicas de filmes pra assistir durante o Halloween (e qualquer época do ano) vindas da própria maior spooky queen que você respeita.


HAPPY HALLOWEEN, FOLKS!



postado por Hellz. em 24 outubro 2017

90's bitch: Propagandas de tv vida loka dos anos 90




Embora o CONAR (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária, ou seja, a galera que diz o que pode ou não pode ser veiculado como propaganda no país) exista desde 1980 no Brasil, a década de 90 foi realmente uma grande bagunça em todos os sentidos (pra não dizer que as pessoas eram muy muy muy locas). Sim, migs, desde o entretenimento até as leis de trânsito tudo funcionava de um jeito meio torto e, grazadeus, não dava merda sabe-se lá como HAHAHAHA 

Em um capítulo anterior, já citei músicas estranhas desta década tão peculiar e bizarramente criativa. Hoje é a vez das propagandas de TV que, igual as canções, não tinha muito pudor e bom senso. Ouso dizer que, se alguém cismar de ser old school hoje em dia e agir como se era permitido durante os anos 90, provavelmente esta criatura seria presa e processada por 56456156416 órgãos protetores. HAHAHAH

Ainda bem que existe o Youtube pra nos trazer essas relíquias. Olha aqui: 

1 - TESOURA DO MICKEY 
Na propaganda, vemos uma criança tipicamente irritante dos anos 90 (parece que esta característica era essencial pra se ser ator mirim durante esses tempos) com uma tesoura do Mickey nas mãos. A ostentação já era moda, mas as pessoas ainda não sabiam como nomear isso na época. E nem preciso falar da competitividade infantil, né? (Que eu já disse aqui que se tratava de ter os objetos mais legais da escolinha AHAHAH).

2 - SANDÁLIA LOVEXU
Xuxa e as polêmicas, hm? Essa propaganda em particular eu penso e repenso como alguém criou, gravou, veiculou e achou que ia ser legal e não consegui chegar numa conclusão. Nela, vemos crianças "gritando estranhamente" de olhos fechados (pra não dizer gemendo mesmo) enquanto seguram a sandália de plástico. Não faz o mínimo sentido, só serve pra causar vergonha alheia e contar mais alguns pontos negativos pra Dona Meneghel.

3 - BATOM GAROTO
Mais um caso típico de ostentação misturada com competitividade infantil. Aqui a criança tenta realizar uma "hipnose" nos pais, mandando os mesmos comprarem batom pros filhos porque eles merecem. Hoje em dia, o CONAR terminantemente proíbe esse tipo de veiculação abusiva, já que a criança não é considerada consumidora devido à pouca idade e falta de discernimento total de seus atos. 



VOCÊ CONHECIA ALGUMA DESSAS PROPAGANDAS, MIGS?


postado por Hellz. em 17 outubro 2017

Geração do desapego: Eficiente como um tiro no pé

Sabe o que nos torna, de fato, humanos? Nós sentimos. Os sentimentos são exclusivos daquilo que é vivo, pulsa sangue nas veias. Exemplo disso? Você nunca verá um robô substituir um artista. Repito: Sentir é intrínseco à nós, não há escolha. 

Entretanto, é notório a formação de uma nova geração entre nós: A do desapego. Onde sentir, esta condição factual e natural da espécie, é considerado como fraqueza destinada à extinção. Jogos mentais surgem como medida de prevenção ao afeto. Regras são criadas e, se quebrá-las, você será feito de trouxa em dois tempos. Mas isso é o mesmo que dar um tiro no pé. 

Não há estrada certeira pra o coração. Quando a trilha que te pertence é aquela, os caminhos se pré-dispõem a te fazerem, naturalmente, chegar no lugar certo. E se não conseguir chegar, bom... aquele caminho não era o seu, sabe? Aí sim você precisa desapegar. Escutem, crianças: Desapegar de alguém, quando o sentimento não é mútuo por quaisquer motivos, não significa se fechar pro afeto de um outro alguém. Significa apenas seguir em frente e valorizar a primeira pessoa no mundo que você não deve jogar sujo de jeito nenhum: Você mesmo.

Os outros ao nosso redor não devem ser vistos como marionetes descartáveis, significantes apenas quando há o nosso próprio desejo envolvido. Se há sentimento dentro de você, que é humano, a humanidade também reside dentro do próximo. Numa matemática simples, isso responde: Há o sentir do lado de lá também.

Se você quiser algo, fale. Se amar alguém, diga. Se sente saudade, telefone. Se está chateado, tente conversar. Se a vontade for a de redigir um textão dizendo o quão o outro te é apreciado, o faça. O amor que é amor mesmo sente-se livre apenas em sê-lo. Querer a mesma intensidade e forma que você sente em retorno, como recompensa, seria, olha a revelação... egoísmo.

Vamos celebrar a nossa humanidade. Vamos viver realmente o que significa estar vivo e espalhar o nosso amor por aí.


postado por Hellz. em 04 outubro 2017

No Brasil também dá pra dar rolé: 5 cidades que ainda quero conhecer

Quando eu pensei em fazer esse post, nada pareceu tão certo quanto a palavra "Wanderlust". (Pra quem não sabe, essa é uma palavra exclusivamente alemã que significa "desejo intrínseco de viajar"). Pena que a grana anda cada vez mais curta, né? Eu sinto seu sofrimento, migs, porque também é o meu HAHAHA 

Pra o sonho ficar mais pertinho e acessível, porque não pensar primeiro nos destinos brazucas mesmo? Tanta coisa lindha nesse país que a gente mora (que é cheio de coisa errada, mas a natureza fez muitas coisas certas, grazadeus), que explorá-lo se faz necessário.

Não sei se a minha lista vai te agradar. Mas porque não se animar e levantar essa bunda da cadeira pra planejar o seu próprio próximo destino, hein? VEM!

1 - CURITIBA - PARANÁ
Eu não posso evitar: Tenho sim uma queda imensa pelas regiões sul e sudeste, me julguem. Meu sonho de princesa poder morar em algum estado nesse meio aí um dia. Curitiba me parece ser uma lindeza, reunindo natureza e cidade num só lugar. 

2 - PENEDO - RIO DE JANEIRO


Esse foi um destino que descobri aqui pela blogosfera mesmo, YEY. Penedo é conhecida como "a pequena Finlândia brasileira". Sim, se trata de uma colônia finlandesa que preserva os costumes originais do seu povo. QUERO PRA ONTEM! 

3 - PETRÓPOLIS - RIO DE JANEIRO

Conhecida como "cidade imperial", o município recebeu a monarquia naqueles tempos de Dom Pedro. Como eu ADORON uma arquitetura velha plus casinhas antigas, fico toda felizinha só em ver as fotos.

4 - PORTO ALEGRE - RIO GRANDE DO SUL
Apesar de já ter ido à Gramado, ainda não conheci a capital do Rio Grande do Sul. A educação e carisma das pessoas de lá realmente conquistam. Quero mais delas SIM, principalmente no cenário lindão que deve ser Porto Alegre.

5 - SÃO TOMÉ DAS LETRAS - MINAS GERAIS
Como ADOOOOOOOOORON um misticismo feat. bruxaria, encontrar esse destino deixou meu corpo todo em polvorosa já imaginando a viagem linda que será no dia que eu for a São Tomé das Letras, principalmente quando eu comprar uns duendes e bruxinhas de decor pra mim HAHAH Dizem que é um lugar de muita paz e conhecimento espiritual. Das cinco, essa com toda certeza é a que quero ir primeiro!

VOCÊ APROVEITARIA ALGUM DOS MEUS DESTINOS OU VAI FAZER UMA LISTA TOTALMENTE PERSONALIZADA? EXERCITE SEU "WANDERLUST"!


postado por Hellz. em 28 setembro 2017

3totryon: Sites nacionais pra comprar roupas plus size que NÃO parecem saco de batatas

(Mayara Russi, modelo maravilhosa brasileira, pra abençoar o nosso post. AMÉM!)

OLAR VOCÊ!

Quem tá lá ligado no insta do blog (se você e eu não somos migs por lá, segue @beinghellz e resolvemos isso em 1 segundo), deve ter visto que eu fui ao Rock in Rio deste ano (YEY, BABY! Fui pela Gaga, mas a Gaga me traiu D: HAHAHA brimks). Por motivos diversos, ainda não rolou aquela bariátrica que eu anunciei aqui e nem eu perdi peso por outros meios, então permaneço gordénha. Quando iniciei o pagamento das 234534323432 parcelas pra viagem do Rio, eu achei que em setembro estaria com 200kg a menos, sendo a gatinha da praia - mas não deu.

Ao mesmo tempo, eu queria me sentir confiante, bonita, estilosa e ostentando os meus 17 anos (que não irão embora nunca, aliás) no festival. E qual um bom canal pra fazer isso acontecer sem perder realmente peso? COMPRANDO ROUPAS! Mas daquelas roupas que expressem a sua personalidade com eficiência, saca? E eu BEEEEEEEEM sei: A maioria das roupas plus size só fazem nos esconder de nós mesmas e não o contrário. (Eu costumo dizer que a maioria parece um saco de batata, vide do título do post HAHAHAH).

Foram dias e dias pesquisando todas as lojas plus size existentes nessa internet que Deus criou. Até que: Eu enfim eu consegui selecionar as três mais "bacanudas" e com roupas estilosas pra gente arrasar não só nos festivais da vida, mas TODOS OS DIAS! (As três lojas, aliás, fiz comprineas com sucesso e foi tudo lindo). 

Sem mais, LET'S GO:


A Posthaus é uma loja de Santa Catarina e abrange todos os públicos no que diz respeito à moda, não possuindo apenas roupas plus size. A entrega é super rápida e o frete baratinho (nunca paguei mais de dez reais e eu moro no país Pernambuco, hein HAHAHAH). Embora a qualidade de algumas marcas que a gente encontre na loja não seja aqueeeeeeeela coisa (vide o preço né, gente), garimpando direitinho você encontra muita coisa de qualidade! 



Diferente da loja do item 1, a Flaminga é totalmente voltada pro público feminino. Nela é possível encontrar desde o 44 até o 54, numa variedade de peças incrível. Sapato, acessório, roupas e lingerie num só lugar. Os preços são mais salgados, mas vale a pena dar aquela parcelada no cartão de crédito HAHAHAH.



Essa é a loja que mais expressa a minha personalidade EVER! E o mais legai que ela vai desde o PP até o 5XLG, ou seja... TEM PRA TODO MUNDO, YEY! Com estampas diferentonas, muito preto e influências da cultura pop, a Chica Bolacha é o site mais amorzinho do mundo, com a sua sede em Porto Alegre. Eles são tão fofos que, na compra que eu fiz, ganhei uma necessaire e balinhas, olia só! RECOMENDO MUITO!

ONDE VOCÊS COSTUMAM COMPRAR ROUPA ONLINE, HEIN?


postado por Hellz. em 22 setembro 2017

Setembro Amarelo: Conscientize-se da sua importância e originalidade no mundo

Outubro rosa, novembro azul... mas e o setembro amarelo? Você tá ligado que tá rolando? (eu sei que vim com o post mei tarde, mas antes tarde do que nunca, oks? HAHAH)

Pois é! Instaurado no país desde 2015, a campanha tem como objetivo a conscientização e prevenção acerca do suicídio, tema considerado tabu, mas que na real precisa ser posto na mesa e destrinchado o máximo possível. Já pensou quantos amiguinhos você pode ajudar só com a atitude de um compartilhamento de imagem, passando a mensagem "eu te entendo e tudo vai ficar bem"? Se não pensou, pense com carinho na possibilidade.

Durante este ano, perdi um amigo vítima deste mal. Embora você talvez pense que "o mal foi ele mesmo", queria que você abrisse um pouco a caixinha pra refletir sobre algumas questões:

- Você já se sentiu depressivo? Não aquela "deprê" que bate quando o livro bom acaba ou a série foi cancelada, mas algo hardcore mesmo. Do tipo que viver parece MUITO MUITO MUITO sem graça e que ninguém pode te salvar dessa maré bad vibe. Como uma possessão sem exorcismo disponível, aquilo toma conta de você e o indivíduo quase torna-se protagonista do que vai se desdobrar naquela hora de desespero.

- Mas, sério, vem cá: Você já sentiu como se estivesse absolutamente sozinho no mundo? Mesmo que tenha seus amigos e família, é como se ninguém conseguisse te tirar daquele estado. Simplesmente você se sente muito solitário. O caos instaurado na mente em ebulição a ponto de explodir.

- E a respeito da sua utilidade no mundo? Já esteve questionador demais sobre isso e a única resposta que consegue vem da voz caótica da depressão que só te diz coisas pouco amigáveis?

- O mais duro de se perguntar, porém... cá estamos, né mesmo? Você já teve vontade de dar fim a sua própria vida por N razões? Como se a única solução pra dor fosse deixar de existir?



Caso sua resposta tenha sido negativa a todos os tópicos, MARAVILHOSO. Sua saúde mental anda redondinha e eu fico super feliz por isso. YOU ROCK, GIRL! Mas se, infelizmente, você respondeu sim ao menos a uma das minhas perguntas... Vamo conversar?

Eu não sou profissional da psicologia/psicanálise, mas eu sou uma heroína sobrevivente igualzinha a você que tá passando por alguma situação mentalmente difícil. E é difícil mesmo. Quando o vizinho tá incomodando, simplesmente é só dar um tchauzinho pra ele e ir pra casa feliz. Mas quando o que nos incomoda tá dentro de nós mesmos, a parada é pesada e confusa mesmo.

Embora eu recomende SIM que você procure ajuda profissional caso necessário, queria dizer outras coisas também:

Não existe outro de você nesse mundo. Podem haver outras Amandas, Julianas, Fabianas, Brunas e tudo mais, mas nenhuma vai ter a sua energia, a sua personalidade, a sua experiência, as suas digitais ou ter visto as mesmas coisas que você viu durante a sua vida. Né incrível? Magina como o ser humano é incrível, cara. Você deve ter um monte de história legal pra contar, não vai parar de se permitir viver mais algumas, né? E olha... se você tá aqui até hoje, já passou por um monte de dia ruim e continua aqui firme e forte (ok, talvez não tão firme, mas isso tem jeito, oks?). E a real é essa: Dias ruins passam. Mas o mundo precisa que você fique pra aproveitar a festa com todos os outros! E o mais legal da festa é que todo mundo é diferente, original, único e queremos celebrar exatamente isso. Nossa bizarrice coletiva!

Viver é meio problemático sim. Mas talvez se não o fosse, não seria tão legal. Viver num mundo problemáticas a resolver, só seguindo dia após dia seria muito fácil. E o mais mágico é que todo problema tem uma solução. Se você não consegue encontrar uma agora, te garanto que irá, nem que eu precise entrar no circuito e pensar numa coisa que realmente faça sentido. Nós vamos conseguir!


E ó: Você é importante. Sem você o quebra-cabeça não estará nunca completo.


Caso queira conversar com um especialista, ligue 141 gratuitamente.