Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
postado por Hellz. em 20 julho 2017

We've become so numb now, Chester B.

Eu tinha 12 anos quando meu pai me deu um dvd virgem e disse que eu poderia escolher qualquer show em mídia disponível na casa do meu tio pra que meu primo fizesse aquele velho piratão pra mim. A escolha foi fácil: Eu voltei com o "Linkin Park Live In Texas" pra casa. Eu tenho esse mesmo dvd gravado até hoje como um souvenir do passado, já que eu assisti cerca de 384783283 vezes e os arranhões não permitem mais que o aparelho reconheça.

Eu tinha 13 anos quando mudei de escola e demorei bastante tempo pra me encaixar no novo ambiente (como sempre todo mundo me achava mei estranha Q). Mas daí veio a música e ela me fez encontrar uma nova amiga de maneira inesperada. A Jennifer era super fã do Mike Shinoda e eu do Chester Bennington. Foi assim que eu consegui uma amizade que me fez aguentar aquele ano numa cidade diferente da minha, além de termos sido protagonistas dos áudios mais bizarros gravados no computador, de nós duas cantando desajeitadamente as canções do Linkin Park.

Eu tinha 15 anos quando tive um sonho estranho pra caramba, que resultou num amor platônico mais estranho ainda. Nesse tal sonho eu era ~noiva~ do Chester Bennington e a sensação toda foi muito legal, resumindo a história. Foi a partir daí que eu notei que o meu professor de Português do Ensino Médio era parecidíssimo com o Chester e fiquei bizarramente apaixonadinha por ele. Minhas amigas riam muito da minha cara, mas eu achava o máximo.

Ainda aos 15 anos, o meu álbum preferido em todo o mundo era o "Minutes do Midnight", lançado em 2007 e toda a magia estava no fato de que as músicas pareciam falar por mim e todo o caos adolescente o qual eu passava. Entupi o meu mp3 com todas as faixas e ouvia até dormir, decorando todas as letras com louvor.

Aos 18, a letra de "Valentine's Day" virou o meu protesto oficial contra as fofurices de dia dos namorados postadas na timeline do facebook. Todos os anos eu compartilhava a mesma música religiosamente.

Aos 21, arrumei o meu primeiro emprego e pude realizar o sonho de comprar alguns dos meus cds preferidos pra pôr na coleção de mídias que eu cultivava há alguns anos. Minutes do Midnight e Living Things estavam no meio.

Aos 24, eu era a única no meu transporte pra faculdade que vibrava quando o motorista deixava de lado as músicas do Safadão e baixava a vibe roqueira escolhendo "Numb", "Faint", "Pushing Me Away" e "Castle Of Glass" como trilha sonora da noite. Todo mundo olhava torto enquanto eu cantava loucamente. "Castle of Glass" foi eleita uma das minhas preferidas da época devido à identificação, sempre recorrente, e da expressão do mesmo caos adolescente que ainda não me abandonou.

Aos 25, fui pega de surpresa na tarde do dia vinte de julho ao saber da morte do Chester Bennington. Inesperado, mas não impossível. Ele não teve uma vida emocionalmente fácil, mas nunca deixou de ser brilhante.

Não há religião ou quaisquer regras pré-estabelecidas socialmente que nos permitam julgar o que leva um ser à jogar a toalha e desistir da própria vida. Parcialmente compreendo as razões, embora discorde. A estabilidade emocional e psicológica não é fácil, minha gente, é quase como atingir o nirvana, sério. Todos nós nascemos com demônios particulares (uns mais, outros menos) e a grande corrida contra o tempo é driblar eles através dos anos. Na maioria das vezes a gente consegue até tirar força disso, mas há quem simplesmente encha o saco e diga: "Ok. Levem o troféu pra casa. Cansei de vocês". Discordo e não apoio a despedida prematura, mas digamos que eu mais ou menos consiga entender o retrato da situação (e, pra pessoa deprimida, ele é muito mais obscuro, caótico e complicado do que realmente é).


Agora, além de lamentar imensamente a decisão e partida do Chester, eu só tenho a dizer: Espero que ele enfim encontre a paz que não conseguiu ter em vida. 

Definitivamente, o mundo perdeu um pouco mais do brilho hoje.










30 comentários:

  1. Oi Hellz,
    Ai me identiquei - menos com o 25 no final, quase 30 aqui já sos - tanto com essa homenagem porque eu conheci LP mais ou menos como você, foi graças a meu primo. E tinha o Live in Texas na locadora aqui...Sempre que eu via os tweets recentes dele eu refletia muito sabe? Muito triste que essa doença maldita o venceu. Mas temos suas palavras e melodia, para sempre recordar ♥

    Depressão é algo sério, as pessoas precisam prestar mais atenção em vez de julgar ser frescura =/

    tenha um ótimo final de semana =D
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  2. Por mais ter passado pela época em que Linkin Park estava nas alturas em todas casas com adolescentes (um amigo fez uma festa com o tema da banda), eu nunca cheguei a escutar todas canções. Conheço poucas, e até gosto. É claro que sinto muito por uma morte tão triste, fica com a reflexão do quanto é importante falarmos sobre a saúde mental. Doenças silenciosas matam pessoas todos os dias. Realmente um grande lamento.

    Abraço!
    http://eu-ludmilla.blogspot.com.br/?m=1

    ResponderExcluir
  3. E muito triste quando alguem se vai assim ne? Eu conhecia as musicas, mas nao era super ligada na banda. Mas e triste o quanto a depressao pode causar danos terriveis :(

    www.deboradahl.com

    ResponderExcluir
  4. nossa, eu to chocada até agora! eu AMAVA linkin park, fui num show deles aqui em sp ha ms anos, acho que era 2001... enfim, uma grande perda :(

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  5. Oi, Hellz

    Que bonita sua históriade como ele esteve presente na sua vida de alguma forma. Eu não era fã, mas isso não me impede de sentir a perda, afinal, ele devia estar passando por um momento dificílimo e que realmente não podemos julgar. Que ele encontre a paz! E sua música será eterna!

    Beijos
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  6. Ai, migs. De tudo que vi por aí sobre a morte dele, seu texto foi o que mais me impactou. Sei nem o que dizer, sério. O lance é que não podemos julgar mesmo, e eu também espero que ele encontre a paz, onde quer que ele esteja.
    Beijos.

    claramenteinsana.com

    ResponderExcluir
  7. Até agora eu não acredito , uma voz que jamais será esquecida, me arrepio ouvindo .E sim ,também espero que ele encontre a paz que não conseguiu ter em vida. ( Seu post esta super impactante , quase não sei o que dizer , gostei muio)
    Beijos

    Portal Tuddo

    ResponderExcluir
  8. Não era fã da banda, mas é muito triste alguém tirar a própria vida.
    Ele sabia o que estava passando e o que lhe fazia mal. É triste para quem fica, mas acredito que ele esteja num lugar melhor, longe de todo o sofrimento que ele tinha.

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  9. Hellzinha!

    Adoro como você consegue expressar o que pensa e sente a partir de relatos de sua vida!...
    Fato triste, mas seu texto não deixa de brilhar!

    Beijos! =)

    ResponderExcluir
  10. Hellz,

    Eu fiquei triste ontem quando li na página de facebook do Tico Santa Cruz. Foi a página dele que vi a primeira notícia e depois começou a se espalhar em todas as redes sociais. Eu entendo o que ele fez mesmo porque eu já estive na pele dele.. é triste falar e compartilhar certos assuntos. Não digo que sarei mas, sempre volta.. um pouco mais fraco e outros mais fortes..

    Um beijo,

    My Pure Style x My Instagram x My Facebook

    ResponderExcluir
  11. Essa notícia pegou todo mundo de surpresa e é extremamente triste. Muito chocante ver ele optar por este fim, mesmo que eu não seja lá a maior conhecedora da banda. Com certeza o mundo da música perde muito com essa ida :/

    http://tipsnconfessions.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Oieeeeeee Heeeeellz
    Eu ainda estou chocada :/
    Posso não concordar mas entendo e defendo o direito de cada um ser e fazer o que quer da própria vida
    Mas lamento e muito.
    Um cara que parecia cantar para cada uma de nós, sabe quando a gente diz: gente foi escrito pra mim? quantas vezes não pensei, esse cara entende do riscado pracarai, suas músicas um escândalo de maravilindas e ele gritava em silêncio cada frase talvez um pedido de socorro
    Chester talvez nunca saiba que de alguma maneira deve ter salvado muitas vidas com sua voz
    Pena que não pudemos salvar a dele :/
    Que encontre finalmente a paz!

    Um ótimo fds pra ti
    Bjs Luli

    Café com Leitura na Rede

    ResponderExcluir
  13. Olá tudo bem?linda sua história com o rock simplesmente amei😍Realmente uma pena quando uma pessoa de uma hora para outra vai embora da face da terra😞Mas fazer oque né 😞 Super beijo lindona 😘 flaamanciokibelezza.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Hellz é uma notícia triste para os fãs do cantor, foi uma perda para o rock, Hellz bjs.

    ResponderExcluir
  15. Oi Hells.
    Quando a minha mãe me deu a notícia, pensei que ela tinha entendido errado, mas era verdade. Depressão é uma doença grave e as pessoas precisam entender isso, principalmente a família que em alguns casos não dão apoio.
    Espero que Chester possa estar bem agora e que encontre o que não foi possível encontrar em vida.
    Bjus!

    galerafashion.com

    ResponderExcluir
  16. Oi Hellz!
    Não sou muito ligada a música, mas quem não conhece o trabalho incrível do Linkin Park, né? Nunca me aprofundei na história do Chester, mas a notícia me surpreendeu bastante. Apesar da minha religião, não julgo quem comete suicídio. A vida é dura e dinheiro e fama não trazem felicidade. Lamento por ninguém ter sido capaz de ajudá-lo em vida e espero que agora, ao lado de Deus, ele possa ter seu merecido descanso. Quem comete suicídio não quer matar a si mesmo e sim a sua dor.
    Força pra você e para todos os fãs, familiares e amigos.

    Me chama de Bella

    ResponderExcluir
  17. Nosso Helô (eu vou te chamar assim de agora em diante ok? Porque aí quando falo de você ninguém faz perguntas HAHAHA) eu não sabia que você era tão fã deles! E nem que uma banda pudesse te ajudar tanto a enfrentar momentos. Eu concordo com você que só quem sofre e tem depressão entende como tirar a própria vida parece a solução, mesmo sem ser (Já viu 13 reasons why e leu Os sofrimentos do jovem Werther?) mas não podemos julgá-los. Sinto muito pela sua perda, mas que como você mesma disse: Que ele possa encontrar sua paz.

    www.vestindoideias.com

    ResponderExcluir
  18. Oi, Hellz!
    Menina, adorei seu depoimento feat homenagem. Eu nunca fui muito fã de LP, mas curtia algumas músicas e fiquei bem mal com a notícia do suicídio do Chester. Nem assim as pessoas abrem os olhos para que depressão é doença sim!
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do Sorteio de Férias: cinco livros, um ganhador!

    ResponderExcluir
  19. OLá, belezura
    Não conhecia o cantor nem suas músicas, estou por fora mesmo. Mas, bem é sempre uma perda uma pessoa com uma carreira tão brilhante e promissora, ainda mais com seus problemas e a depressão essa doença terrível !!
    Beijos e um bom final de semana!
    Blog DMulheresInstagramFanpage

    ResponderExcluir
  20. Olá Hellz,
    Eu imagino a sua dor, eu sou apaixonada pela Madonna que faz parte da minha vida e quando um artista parte a gente fica meio sem chão né?
    Fiquei arrasada com a morte do Chester e tb do Chris Cornell pelo mesmo motivo: suicidio.
    Big Beijos

    ResponderExcluir
  21. Eu sempre acredito que a musica é uma ponta para conexões que nem podemos imaginar. Gostei do post, e lamento pelo ocorrido. :/
    www.gislei.com

    ResponderExcluir
  22. Oi :)
    como está?
    Eu sinto que uma parte de mim se foi com ele. Ah, minha infância, que saudades.
    Músicas como "Lying from you", "Points of Authority" e "Breaking the habit" salvavam meus dias.

    Beijos e se cuida
    www.rimasdopreto.com

    ResponderExcluir
  23. Que post emocionante! Até mesmo quem não era fã dessa banda como é meu caso, ficou imensamente triste quando soube dessa notícia e se emocionou lendo essa texto repleto de gratidão e saudade. Minha melhor amiga é super fã do Mike Shinoda e tá arrasada com essa notícia... É muito tristes quando artistas brilhantes terminam a vida dessa forma. Mas concordo contigo, espero que ele descanse em paz.
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/2017/07/resenha-do-livro-raio-de-sol-kim-holden.html

    ResponderExcluir
  24. Amei o post... Linkin Park fez parte da minha infância, fiquei mega triste com a notícia!
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  25. Eu escutava muitas músicas do Linkin Park quando era adolescente e confesso que demorei para acreditar na noticia quando li,muito triste.

    www.paginasempreto.blogspot.com.br

    Beijos

    ResponderExcluir
  26. Putz, não sou super fã, mas curto as músicas deles para caramba. Fiquei super chocada quando li a notícia.

    Beijos
    http://orangelily.com.br/

    ResponderExcluir
  27. Você me fez chorar com esse post lindo demais, ainda não caiu a ficha que perdemos ele aqui na Terra, fiquei mega triste com a notícia já que eu sou super fã da banda. Amei a homenagem e o texto incrível que você fez.

    Beijos
    http://www.pimentadeacucar.com

    ResponderExcluir
  28. Sem acreditar nisso ainda, é bem estranho, né? Pega a gente de surpresa, não precisa nem ser fã. E sendo fã, deve ser pior ainda. :(

    http://www.sextadimensao.com/

    ResponderExcluir
  29. Hellz do céu, que texto mais emocionante.
    Chorei muito.
    Incrível que você tem a sintonia do tempo com ele. Quando minha irmã nasceu eu estava no hospital com meu mp4 rosa ouvindo o "novo" cd do linkin park :~
    Força, amiga!
    Beeeijos,
    http://www.utopiananuvem.com.br/

    ResponderExcluir
  30. Até agora não estou acreditando. O primeiro álbum do linkin park é até hoje um dos meus favoritos, eu ouvi na época em que foi lançado e acompanhei quase toda a trajetória da banda. Sempre admirei o Chester como cantor e compositor. Uma grande perda! =/

    Beijos,
    Pri
    www.vintagepri.com.br

    Beijos,
    Pri
    www.vintagepri.com.br

    ResponderExcluir

Aqui é a área do BEING YOU e você tá com a palavra, hein? BORA!